1988 mesa zero

A evolução do Prêmio Salão Design: em 1988, um produto se destaca pela simplicidade

23 de abril de 2019

A campanha de comunicação do Prêmio Salão Design 2020 está no forno e vai trazer à tona as boas histórias que se ocultam nos clássicos do design brasileiro. A linha do tempo do design no Brasil pode ser contada quando falamos sobre os clássicos de Zanine Caldas e Sergio Rodrigues, mas, também, quando revisitamos os vencedores desses 30 anos de Prêmio Salão Design. São grandes reviravoltas em materiais, técnicas utilizadas, influências e tipologias.

Que tal uma passada rápida por algumas peças premiadas pra entendermos o que movia o design de cada edição desde 1988? Na primeira edição do Prêmio Salão Design, há 30 anos, o produto mais elogiado foi a Mesa Zero, design de Floriano Godoy, Fábio Falange e Giorgio Giorgi Júnior, da ONI Desenho Industrial e Comércio de Produtos, São Paulo. Os dois últimos desenvolveram dezenas de outros trabalhos em dupla nas décadas que se seguiram – sobretudo no segmento de iluminação.

A Mesa Zero, uma das premiadas na edição de estreia do Prêmio Salão Design, foi considerada uma peça com alto nível estético alcançado pela simplicidade de sua configuração. É um móvel avançado para a época e que utiliza poucos componentes, com destaque para a sutileza da curvatura superior das pernas que se conectam ao tampo de vidro.

Tags:, , , ,