JS4_1747

O solo de Bruno Faucz

13 de julho de 2016

O designer Bruno Faucz viajou todo o Brasil pesquisando os aspectos ligados ao “momento de compra”. Em 2013, iniciou seu próprio estúdio, que é baseado em três pilares: mercado, indústria e design. E foi parceria com a fabricante Piu Mobile, de Maringá (PR), que deu a ele o Prêmio Salão Design 2016 na categoria Móveis para Sala de Estar e Jantar. A peça premiada é a Poltrona Solo, uma peça robusta e cheia de pequenas surpresas para o usuário.

O estilo de Bruno transita entre o novo vintage e o modernismo brasileiro. O designer pontua que está sempre criando para diferentes clientes, o que aumenta a demanda por novos desenhos e, por consequência, sua produtividade. O traço particular de Faucz é emocional. “Gosto muito do que nos transfere lembranças”, diz, adiantando que pretende lançar brevemente uma coleção de luminárias e, quem sabe no próximo ano, desenvolver alguma boa parceria com alguma empresa na Europa.

4638 (5)

A premiada Poltrona Solo é ambiciosa como os planos de seu criador. A peça responde à demanda por um estofado que agregasse maiores funções além do sentar. Analisando os objetos que são utilizados no ambiente onde se tem poltronas e sofás, Faucz imaginou os acessórios de uma sala: revistas, controles, livros e mais uma porção de pequenos objetos. Por que estes produtos normalmente estão num rack ou mesa de centro se as pessoas usam quando estão sentadas? Então eles foram trazidos para o sofá. “A ideia principal foi agregar função. Na parte estética, quis trazer leveza para produtos comumente de desenhos mais pesados, por isso o braço muito fino em metal com revestimento em couro e os pés que elevam a peça do piso”, conta.

Tags:, , ,