3303 (2)

Objetos de inspiração no Ano Internacional da Luz

20 de abril de 2015

Mais uma edição da Euroluce chega ao fim em Milão no Ano Internacional da Luz proclamado pela Unesco. No Salão Design, a categoria Iluminação foi inserida em 2007 como forma de incentivar a criação de soluções para residências, escritórios, hotelaria e iluminação externa.

Conheça os finalistas dessa edição, que começam a ser entregues em Bento Gonçalves no próximo mês para a etapa final do prêmio. A combinação de lâmpadas de eficiência e baixo impacto é comum a quase todos os projetos e, em relação a materiais, observe como o concreto e a cerâmica aparecem em muitos dos finalistas.

 

Projeto: Urban

3176

A luminária de piso Urban foi pensada para ser uma peça única, fresca e sofisticada. As hastes livres em tubos de aço delineadas como galhos de árvores são a extensão da raiz, representada por uma base em concreto ou pedra que faz uma alusão a “floresta urbana” que são as cidades. Os soquetes com acabamentos diferenciados e as lâmpadas representam as folhas e flores.

 

Projeto: Luminária Anatole

3255 (2)

Trata-se de uma luminária decorativa de chão, que produz luz indireta. Seu design foi criado para produzir uma iluminação cênica, que ajude a evidenciar a própria forma da luminária. Circular, a luminária remete a um eclipse, quando acontece um jogo de luz e sombra. Essa mesma forma permite direcionar a luz para diferentes locais, conforme se gira a luminária. É feito o corpo circular da luminária em compensado. Nele, são instaladas lâmpadas LED e reator junto ao centro. As hastes do eixo central são esculpidas com técnica de marcenaria.

 

Projeto: Plafon Flex

3285 (1)

O conceito para o Plafon Flex partiu da ideia de flexibilidade, um único difusor e três luminárias com efeitos de luz diferentes. Possibilita três tipos de aplicação: a primeira é dotada de apenas o difusor em polímero que prolonga a difusão dos raios de luz por toda a extensão do teto e ambiente;  a segunda é dotada de um alojamento em torno da sua lateral que proporciona uma luz direta difusa; a terceira ocorre por meio de um alojamento colorido no seu centro côncavo, criando uma auréola de luz na extensão do teto produzindo uma luz indireta e suave, ideal para quartos.

Projeto: Track

3302 (3)

A verticalidade com recortes assimétricos e luz difusa do balizador Track, aliada à eficiência energética do led, garantem leituras cosmopolitas aos paisagismos e outras áreas externas. Foi criado para iluminar todos os caminhos, dos reais aos imaginários. A peça tem alta eficiência, baixo consumo e pouca interferência estética no ambiente. Serve tanto para espaços externos residenciais, como para áreas corporativas, comerciais e públicas.

 

Projeto: Objeto Síntese

3303 (2)

A pretensão do objeto Síntese, como o próprio nome diz, é unificar, sintetizar, compor, fundir, em um único objeto diferentes materiais, processos, funções, dando espaço a diferentes interpretações. É um produto de manipulação simples, que supre necessidades funcionais e estéticas. Partindo de apenas três peças (cúpula, ação elétrica e peça em concreto), o Objeto Síntese pode assumir a forma de abajur, pendente, porta-objetos e vaso – entre cinco versões de mesa e três versões pendente. A montagem é simples, lúdica e intuitiva.

 

Projeto: Linha Ostra, luminárias de chão e mesa

3318 (1)

Desenvolvida com forma primária e simples, as luminárias se baseiam na figura da ostra, que também possui duas partes iguais que se abrem, revelando seu interior. Quanto mais aberta uma das partes da peça, mais a luz rompe o ambiente. Uma vez totalmente aberta, ainda permite que esta metade seja movida em diferentes posições, direcionando o foco de luz. Lâmpadas de led de 3W aliam uma luz suave com baixo consumo de energia e emissão de calor e o uso de concreto polido incorpora elementos da construção civil ao design de produtos.

 

Projeto: Pendente e Arandela Thomas

3328 (2)

A inspiração para o projeto partiu da nostalgia das lanternas a óleo. Além de oferecer ludicidade, a alça do produto oferece dupla função de aplicação, arandela e pendente. O diferencial está na sua forma, lúdica e ao mesmo tempo nostálgica. A utilização da cerâmica com um design contemporâneo a sua simplicidade na fabricação e montagem.

 

Projeto: Balle

3351 (5)

Essa luminária de cerâmica foi projetada para criar ambientes aconchegantes com sua luz baixa e inclinada. O problema do fio aparente é solucionado com um revestimento de corda, que costura entre os orifícios da cerâmica, conferindo delicadeza e um toque lúdico à luminária. Além disso, permite que ela seja suspensa e amarrada pelo próprio fio, ampliando suas possibilidades de uso. Sua superfície esmaltada em tons claros e pastel combinada com a forma esférica faz referência ao design dos anos 1960, e apresenta-se como um objeto de estilo retrô.

 

Projeto: Moon

3393

O plafon de embutir foi criado para ambientes elegantes. Em quatro diâmetros diferentes, sua delicada abertura iluminada no teto esconde a fonte de luz, podendo ser instalado em qualquer ambiente.

 

Projeto: Eva

3583 (1)

Luminária de mesa inspirada nos anos 1950 e 1960. Sua arquitetura apresenta formas geométricas puras sobrepostas. A base é feita em madeira Guatambú. Uma tela de palha cônica estende-se verticalmente, explorando as texturas e estética da época. A cúpula em acrílico mistura transparência e âmbar, fechando a forma da luminária.

 

Projeto: Wire

3626 (2)

Wire é um sistema de iluminação pública composto por postes, braços e luminárias. Seus três modelos tem aplicações distintas em rodovias, praças ou vias de trânsito, conforme a necessidade luminosa de cada espaço. Suas funções técnicas se baseiam no fluxo direto de luz, iluminando grandes áreas do trânsito motorizado. Suas funções estéticas foram criadas através da simbiose com o meio de inserção, repleto pela poluição visual criada pela fiação elétrica e cabeamentos aéreos. Desse ambiente foi criada uma forma fluída e cenográfica, adequando-se ao cenário urbano atual.

 

Projeto: Luminária Laís

3671 (3)

A Luminária Laís foi criada a partir da observação das funções de outras luminárias que estão voltadas, na sua maioria, apenas para iluminar e decorar. A peça oferece um jardim ou horta suspensa, com a finalidade de proporcionar mais espaços verdes nos ambientes internos e externos. Sua fabricação pode ser com plástico antichama ou alumínio. Na área da jardineira, terá duas opções de vasos extraíveis que é um com tampa e furos para o cultivo de espécies com hidroponia e outro para o plantio em terra, ambos de plástico.

 

Projeto: Arcos

3708 (4)

O conceito gerador desse projeto é construir uma luminária que o usuário possa definir sua forma e direção da luz. A ideia é permitir uma maior interação usuário-objeto, valorizando a experiência com o produto. A função da luminária arco é contribuir para a iluminação do ambiente, sendo, ao mesmo tempo uma peça chave na sua decoração. O objeto pode ser manipulado pra ser pendurado na parede ou colocado sobre mesas. Além disso, cada peça pode ser movimentada para direcionar a luz como o usuário preferir.

 

Projeto: Lam’Kom

3729 (2)

Esse é um projeto associativo com diferentes comunidades Qom, com o qual se gera uma cadeia de valor que permite a geração de renda mostrando, ao mesmo tempo, aspectos de sua cultura. O objetivo do projeto é melhorar a qualidade de vida de comunidades indígenas e capacitação de artesãos. Os cestos são feitos com folhas de palmeira trançadas e a estrutura, a partir de madeiras nativas. Essa combinação de design e artesanato resulta em um objeto único.

 

Projeto: Luminária Taioba

3890 (3)

Inspirada na elegância da forma aberta de uma taioba, um tipo de marisco, a luminária de piso tem função utilitária e decorativa. Suas proporções peculiares conferem impacto estético versátil para uso em ambientes internos. A utilização de dois espelhos convexos como material principal oferece à peça efeito decorativo singular tanto no uso diurno quanto noturno.

 

Tags:,