blog

Os ensaios sobre a natureza de Andrea Macruz

14 de fevereiro de 2018

A arquiteta Andrea Macruz, designer premiada e professora, foi menção honrosa no Prêmio Salão Design 2018 pela luminária F.LY – dobradinha depois da premiação no ano passado pelo biombo V.AZ. Formada em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, é mestre em Arquitetura Biodigital na Universitat Internacional de Catalunya (ESARQ-UIC), em Barcelona. Sua experiência na arquitetura inclui passagem pelo escritório de Massimiliano Fuksas Architetto, em Paris, e Marcio Kogan,em São Paulo.

No seu estúdio Nollii, fundado em 2010, Andrea dedica-se ao estudo da natureza e sistemas computacionais avançados. A luminária F.LY é uma expressão desses ensaios, aqui sobre a folha da embaúba prateada, árvore nativa da Mata Atlântica paulistana. Ao encontrá-la perto de casa, a designer mergulhou na intenção de transformar o padrão irregular dessa folha em um origami de constituição não-simétrica. O resultado é uma peça de decoração que expressa um olhar apurado para o próprio ciclo da folha – que, com o tempo, murcha, enruga e ocupa menos espaço. Entender a forma e como seria a composição com a base foram os desafios nessa criação. “É a metamorfose da natureza aplicada ao design e exaltando a leveza”, conta.

A luminária F.LY vem plana para facilitar o transporte e armazenamento. É feita em papel especial de PH neutro para que seja mais durável e não amarele tanto. Além disso, pode ser pintada com pigmentos vegetais como urucum, açafrão, índigo e outros.

Tags:, , , ,