petlovers

Um novo mobiliário para novos comportamentos

8 de fevereiro de 2017

Estar rodeado de criatividade é sempre gratificante. E, para a comissão julgadora, avaliar os projetos inscritos é como estar diante de um panorama bastante representativo da realidade do mercado. A jurada Glaucia Binda, por exemplo, traz quatro exemplos que conectam novos comportamentos em forma de móveis e objetos.

 

 # 1

Peças que acolhem e tiram do improviso a convivência cada vez mais frequente dos pets dentro de casa. 

petlovers

Exemplo: mesa Petlovers. Diferencia-se das peças existentes no mercado porque sua estética não é estereotipada para pets. Por seus materiais e estética limpa e convidativa, compõe com os ambientes residenciais e harmoniza com a decoração sem o visual apelativo que normalmente os produtos destinados aos pets possuem.

 


# 2

Ressignificação de materiais e formas, nos ensinando a buscar mais racionalização nas escolhas com uma estética bem atual.

contorno

Exemplo: Linha Contorno. Diferentemente das poltronas existentes no mercado, a Contorno possui um espaldar altíssimo, propiciando privacidade para quem dela usufrui. Estrutura avantajada para sentar, recostar ou deitar apoiando os pés no pufe, que complementa o bem-estar.

#3

Peças focadas em usabilidade, mas repensando formas e conceitos.

biko 

Exemplo 1: Biko, um novo tipo de hashi. A utilização do hashi é responsável pela derrubada de mais de 20 milhões de árvores anualmente. Desta forma, Biko evita qualquer tipo de desmatamento, pois pode ser produzidoa partir de papéis reciclados ou até mesmo plásticos. Além disso, Biko é um utensílio para uso comercial ou doméstico, pois é conveniente em diferentes contextos, por exemplo: sushi, catering, churrasco, pizza francesa, queijos e vinhos, frios e petiscos, dentre outros.

ta ki

Exemplo 2: Ta-Ki. A proposta de “TA KI” é incentivar a criatividade, permitindo atividades manuais. O produto foi concebido como um espaço de aprendizagem para escrever, desenhar, pintar, tocar ou mais coisas ao mesmo tempo. É uma peça irregular, mas seu formato amigável permite o uso em diferentes posições ou direções, afastando-se das estruturas convencionais da idade adulta.

Tags:, , , ,