de de

Comissão Julgadora,

Hoje vamos saber um pouco mais sobre Pedro Moog, integrante do júri do Salão Design Movelsul 2014. Carioca, Pedro é designer autodidata e atua na área desde 1997. Em 2005, uniu-se ao sócio Leonardo Lattavo para fundar a Lattoog Design, que desenvolve mobiliário contemporâneo.

pedro

Pedro (à esquerda) com seu sócio Leonardo durante a Casa Brasil 2013

A dupla esteve na última edição da Casa Brasil, em agosto, apresentando algumas de suas criações. Pedro nos contou com exclusividade o que espera da próxima edição do Salão Design e deixou um recado especial para os jovens designers.

O que tu levas em conta na hora de avaliar um projeto?

A avaliação de um projeto depende de vários elementos. O que mais chama a atenção inicialmente é a inovação. Outros fatores importantes que se leva 0 em conta na avaliação são: proporção, estética, usabilidade, ergonomia, forma e função. E o que conta muito na avaliação é a simplicidade e inteligência do projeto. E por fim, a emoção. Um projeto precisa emocionar.

Onde buscas inspirações?

Busco inspiração em lugares e coisas que emocionam. A inspiração está um pouco em cada lugar. Na arquitetura, na arte, essas áreas alimentam o nosso pensamento. Mas a criação pode surgir também de um aroma, de um lugar em que você esteve, de uma viagem de férias. O resto é do trabalho mesmo.

Qual dica tu darias para os designers que estão chegando ao mercado?

Participar de concursos como o Salão Design e de outros, sem dúvida pode ajudar a divulgar o trabalho e trazer uma boa oportunidade.  A informação é uma ferramenta importante para quem está chegando ao mercado, estar bem informado e buscando novidades em materiais e processos sempre trará vantagens profissionais. Fique de olho em novas tecnologias. Trace objetivos bem claros, pois hoje facilmente dispersamos nossa atenção com uma infinidade de informações disponíveis e que talvez não sirvam para nada.

Na tua opinião, qual a importância do Salão Design para profissionais do meio?

O Salão Design traz todo ano um panorama do que está sendo pensado em termos de design. É também um importante fomentador do design nacional e um estímulo muito importante para os designers iniciantes e profissionais. Hoje é um dos mais importantes concursos do país na área de design e um dos poucos que dá premiação em dinheiro.

Como avalias a tua participação como jurado deste concurso? Como é pra julgar o trabalho de colegas?

Participar do júri de um concurso como esse é contribuir para o design nacional. Como jurado tento dar a minha contribuição com a experiência profissional que adquiri até o momento. No concurso, sou uma ferramenta que faz parte de um todo, somos um corpo de jurados. Quando estamos julgando não pensamos no design e sim no projeto isoladamente, não estamos julgando o designer e sim o design apresentado.

O Salão Design Movelsul é voltado para a democratização do design, tornando-o mais acessível a todos os públicos. Qual o segredo para isso? 

Há uma democratização da informação do design, o que o torna mais conhecido. A divulgação é um dos instrumentos para essa democratização, e o Salão contribui muito para isso. As pessoas precisam entender para acessar, para que serve o design e por que o design? Quando souberem disso, poderão consumir melhor!

O que tu esperas dos trabalhos desta edição?

Sempre esperamos novidades, a curiosidade é um grande impulsionador do design e acho que se aplica aqui também. A informação está muito acessível a todos, e isso tende a aumentar o nível dos trabalhos. Aguardamos sempre um amadurecimento das apresentações e dos projetos. Vamos ver!

Lembramos que as inscrições para o Salão Design Movelsul 2014 estão abertas e podem ser feitas no www.salaodesign.com.br.

Esperamos vocês!


Avatar
Por:

Imprensa Sindmóveis

Compartilhar:

Recomendados: