IMG_2743

A evolução do Prêmio Salão Design: apropriação de novos materiais em 2002

4 de junho de 2019

A Movelsul Brasil de 2002, onde se expõem os vencedores do Prêmio Salão Design, trouxe um projeto chamado Salão Vende Design. Essa iniciativa de aproximação entre designers e indústrias consistia na promoção de encontros entre escritórios de design e indústrias de móveis durante a feira, com agendas pré-determinadas. Ao todo, 500 projetos foram apresentados em 60 reuniões entre as empresas e designers da Argentina, Brasil, Chile, México e Uruguai.

Combinados, o Prêmio Salão Design e o projeto Salão Vende Design contribuíram para uma cultura de inserção de novos padrões de produção no mercado na Movelsul Brasil 2002.

Naquela edição, formalizaram-se em regulamento as três modalidades que seguiriam dali em diante, até o ano de 2018: Indústria, Escritórios de Design/Profissionais Autônomos e Estudantes. Além da madeira anteriormente dominante, começavam a aparecer outros materiais, como o MDF, chapas de aço, vidro e couro.

O destaque entre os vencedores de 2002 foi um projeto que se destacou pela apropriação de novos materiais e preocupação com a desmontabilidade. É o Asiento Armable, design de Maria Alejandra Rumich, de Formosa, Argentina. Naquele ano, os jurados consideraram que a peça carregava o espírito de Michael Tonet, numa referência de acomodação racional das peças, facilitando transporte e distribuição. Aqui, são combinadas algumas peças metálicas, um plano curvo de madeira, uma base de madeira, um disco de EVA e alguns anéis de borracha!

 

<< SALVE ESTA DATA: AS INSCRIÇÕES PARA O PRÊMIO SALÃO DESIGN 2020 VÃO DE 04 DE JUNHO A 05 DE SETEMBRO DE 2019. REGULAMENTO NO SITE WWW.salaodesign.com.br >>

Tags: