capa

Doce balanço

8 de maio de 2017

Cadeiras de balanço apelam diretamente para nossa memória afetiva – o cheirinho de café, a casa da vó, o bolo quentinho. Veja que curioso: temos cinco finalistas nesse segmento, que já estão chegando a Bento Gonçalves para a etapa final de julgamento do Prêmio Salão Design 2017. São todos da modalidade Profissional, de pelo menos três países!

Modalidade: Profissional

Caderia Catamaran

 catamaran

Cadeira de balanço inspirada no barco Catamaran, com seus pés paralelos e aparentemente planos que dão à cadeira um balanço como o do mar. Cadeira marcada por suas linhas retas, trazendo ao mercado uma opção mais limpa em seu desenho, sem os braços, com um balanço menor. Feita em madeira maciça, barra metálica, couro e compensado naval.

 

Modalidade: Profissional

Cadeira de Balanço Noemia

noemia

Mesclar conceitos e materiais tradicionais com um desenho limpo e minimalista é o mote deste projeto, que leva o nome da avó do designer como homenagem. Buscou-se a harmonia entre um material tradicionalmente brasileiro como o espaguete e uma estrutura quase imperceptível quando vista de perfil. O conforto e a ergonomia eram importantes. Para isso, pensou-se em um ângulo de acento que facilitasse a entrada e saída do usuário e que ao mesmo tempo, não inclinasse em excesso para trás. O espaguete, por sua vez, cumpre o papel do conforto ao se adaptar perfeitamente ao corpo e promover a ventilação. A peça é totalmente personalizável, podendo ter as cores modificadas. A versão em alumínio é indicada para áreas externas, piscinas e jardins.

 

Modalidade: Profissional

Upa Rocking Llama

 upa

UPA é um brinquedo com processos de usinagem CNC que permitem seu desenvolvimento rápido. Destinado a crianças entre 5 e 7 anos, toma como referência uma llama, com a intenção de quebrar o paradigma do cavalo tradicional. Em vez disso, traz uma espécie de representação da região andina, que também transcende como um ícone da cultura popular.

 

 

Modalidade: Profissional

Cadeira Concha

 concha

Uma cadeira que utiliza o processo de laminação naval para atingir ergonomia, plasticidade e leveza. Feita de compensado naval colado com resina de poliuretano e acabamento em verniz, possui alta resistência, baixo peso, flexibilidade. Possui cobertura para proteger o usuário de sol e de sereno noturno, para utilização em jardins, decks e terraços. Tem grande durabilidade por ser feita apenas com cola e chapas, não possuindo partes, encaixes, ou parafusos e por utilizar material naval. Seu acabamento amadeirado e o aspecto levemente  retrô podem contribuir para humanização de ambientes distanciados da natureza como playgrounds de escolas e edifícios ou praças urbanas.

 

Modalidade: Profissional

Macedora XY

macedora

É uma cadeira de baixa complexidade e design simples, em que a forma geométrica dos perfis laterais e o contraste entre materiais se destacam. Suas peças de madeira são cortadas a partir de tábuas CNC pré-dimensionadas 15mm de espessura – o que diminui os custos de fabricação. É facilmente montado com alguns parafusos. Tem elevada densidade e tecido rústico.

Tags:, , , , , ,